Selecionado:

Ode para Curitiba

R$50,00

Ode para Curitiba

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Descrição

Ode para Curitiba reúne duas obras de Assad Amadeo Yassim, Curitiba e Lua Branca de Setembro. Os poemas inéditos da primeira conduzem o leitor para o lirismo dos anos de 1970 e 80, época de uma metrópole ainda tímida, com uma população pequena, tradicional e pitoresca. É no centro de Curitiba e em seus parques, praças, bares, restaurantes e monumentos que ele navega seus versos e situa o cenário das suas reflexões. Há melancolia, nostalgia, saudosismo da infância e um cruzamento de sensações pela maneira como a obra, na lavra do seu poeta, associa palavras e expressões. Assad combina memórias diferentes numa só impressão, arte que valoriza a precisão dos seus versos e o seu talento em criar na mente do leitor a imaginação exata daquilo que pretende lembrar, relembrar, viver, reviver e sonhar. As poesias conduzem o público, espontaneamente, a um misto de estímulos relacionados aos sentidos, pois ao mesmo tempo em que as primeiras odes de Yassim engrandecem a cidade de Curitiba, seus momentos históricos, o comportamento da sua gente, personalidades e lugares mais expressivos, elas também deprimem alegando a falta de novidades na cidade, a rotina que eleva mas também envelhece, os costumes sempre repetidos que levam o poeta à conclusão de que já viu de tudo e conquistou a calma final porque nada mais espera. Sobre o autor: Assad Amadeo Yassim nasceu em Curitiba (PR), em 15 de agosto de 1935. Filho de Amadeo Assad Yassim e Carmen Assad Yassim, bacharelou-se em direito pela UFPR em 1958. Ingressou na magistratura em 1959, como juiz substituto, tendo atuado nas comarcas de São José dos Pinhais, Morretes, Paranaguá, Antonina e Rio Negro. Em 1962 assume como titular da comarca de Colombo, passando depois por Palmas, Sertanópolis e Paranaguá; em 1972, é promovido para Curitiba. Foi juiz da 1ª Zona Eleitoral de Curitiba e em 1978 tomou posse na corte do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, na categoria de juiz de direito. Em 1981 foi nomeado, por merecimento, para o cargo de juiz do Tribunal de Alçada do Paraná. Em 1951, aos 16 anos, publicou seu primeiro livro de poesias, Pó do Deserto, recebendo o título de “o mais jovem poeta paranaense”. Ainda na década de 1950 lançou outros três livros de poemas: Tenda Abandonada, Miragem e O Livro de Nós Dois. Em 1971 ingressou na Academia Paranaense de Letras. Seu último livro, Lua Branca de Setembro, saiu em 1983. Foi autor de diversas obras jurídicas e colaborador dos jornais O Estado do Paraná e Gazeta do Povo. Casado com Maria Cecília Pessoa Yassim, faleceu em 6 de julho de 1985. Deixou três filhos: Carla Yassim, Ricardo Yassim e Mônica Yassim. Especificações técnicas: ISBN: 978-85-65017-27-5 Tema: Poesia brasileira Idioma: Português Ano de edição: 2019 Encadernação: Brochura Dimensão: 14,5 x 20 x 1,3 cm Peso: 0,254 Edição: 1ª Volume: 4 Páginas: 192 Preço: R$ 50,00
Categorias ,
Fechar Menu
×

Carrinho

Fechar