Notícias

Instituto dos Advogados do Paraná entrega medalha póstuma a René Dotti

Evento será realizado para público restrito nesta sexta-feira (27) na sede da OAB; jurista faleceu em fevereiro aos 86 anos

O Instituto dos Advogados do Paraná (IAP), realiza, nesta sexta-feira (27), homenagem póstuma ao professor René Dotti, falecido em fevereiro, aos 86 anos, com a entrega da medalha Pamphilo D´Assumpção, a principal comenda da entidade.

O evento será realizado no auditório da OAB Paraná, a partir das 19 horas, e terá público pequeno em razão das restrições impostas pela pandemia. Segundo os organizadores, os convites foram enviados para apenas 20 pessoas, entre elas familiares do jurista, membros do escritório Dotti Associados, que ocupa quatro andares em um edifício localizado na Rua Marechal Deodoro, no centro de Curitiba, e dirigentes do IAP.

Caberá à filha do jurista, a advogada e professora Rogéria Dotti, receber a medalha em nome do pai. Rogéria foi a primeira mulher a presidir o IAP, entre 2009 e 2011. Além dela, também devem estar presentes na homenagem a viúva de Dotti, Rosarita, com quem o professor esteve casado por 50 anos, e a filha mais nova, a médica veterinária Cláudia.

A comenda faz referência a João Pamphilo D´Assumpção, que fundou o IAP em 1917 e ocupou a presidência da entidade por 15 anos. Ele também foi o responsável pela instalação da seção paranaense da OAB na década de 30.

O evento deveria ser realizado no ano passado, mas foi adiado diversas vezes em razão das medidas de isolamento determinadas pelas autoridades de saúde. Obrigado a um “abominável confinamento”, conforme escreveu em seu blog, Dotti refugiou-se na biblioteca de sua casa, onde costumava dividir o tempo entre a leitura e os filmes, especialmente os documentários da Segunda Guerra Mundial que, segundo ele, retratavam a essência da humanidade em sua crueza, em seu horror e em sua esperança.

A homenagem ao jurista, que iniciou sua carreira na advocacia defendendo jornalistas processados pelo regime militar, acontece juntamente com a entrega do prêmio Francisco Cunha Pereira, que está em sua 4ª edição.

EM BRASÍLIA

Na terça-feira (24), o Conselho Federal da OAB, em Brasília, reservou parte do horário da sessão híbrida (online e presencial) para uma solenidade em memória de Dotti. Falaram, em nome da família, a filha Rogéria, dona Rosarita e o neto Gabriel Dotti Dória.

Discursando em nome do CFOAB, José Augusto de Noronha, tesoureiro da entidade assinalou que as próximas gerações de advogados têm a obrigação de conhecer e estudar a obra de René Dotti. “Só assim teremos mais cidadania, mais democracia e mais justiça”.

EDIÇÃO ESPECIAL

No início desse mês, a Editora Bonijuris lançou uma edição especial em homenagem ao professor. Com 130 páginas, a publicação reúne, entre outros, artigos do ministro do STF Edson Fachin, dos ex-ministros da corte Marco Aurélio Mello e Eros Graus, do jurista Miguel Reale Jr. e do ator Ary Fontoura, que estudou com René Dotti no Colégio Estadual do Paraná e fundou com ele a Sociedade Paranaense de Teatro. Cerca de 2 mil exemplares da edição especial, que leva o nome de Separata, foram distribuídos juntamente com a Revista Bonijuris, publicação jurídica de circulação nacional. Outros 3 mil exemplares estão sendo destinados a escritórios de advocacia e à venda avulsa no site www.livrariabonijuris.com.br.

compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email

Leia também:

A rachadinha institucionalizada

Não é de hoje que a prática ilícita grassa no mundo legislativo livre, leve e solta. Sem distinção partidária ou tintas ideológicas.